PESQUISE NA WEB

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Cão D'Água Frison (Wetterhoun) - 03








Cão D'Água Frison (Wetterhoun) - 02








Cão D'Água Frison (Wetterhoun) - 01









O cão d'água frison, originalmente chamado wetterhoun, é uma raça desenvolvida na província holandesa de nome Friesland, há centenas de anos. Primordialmente utilizado na caçada às lontras, vistas como inimigas dos pescadores, passou a ser visto como nato cão de guarda, função esta que desenvolve há pelo menos um século. Raros fora do país de origem, são considerados medianamente fáceis de adestrar, robustos e competentes. Sua estrutura física é comparada a um tanque militar, protegida ainda por uma densa pelagem que o favorece em climas adversos.


domingo, 28 de agosto de 2011

Cão D'Água Espanhol - 01













O Cão d'água Espanhol (em castelhano perro de agua español) é uma raça pouco vista fora da Espanha e considerada multifuncional, já que assiste em caçadas, recolhendo patos, pastoreio e pesca. Mais commum no Sul do país, é vista com regularidade pastoreado cabras. Na Galiza, ajuda nas pescarias. Por sua ausência em exposições, não possui ainda um padrão traçado e por isso seu tamanho e pelagem são bastante variados.
http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_d

sábado, 20 de agosto de 2011

Cão D'Água Americano - 01










O Cão D'água Americano, originalmente chamado American Water Spaniel, é uma raça natural de Wisconsin, surgida através dos cruzamentos entre cães de água, incluso o spaniel de água irlandês, que passou à raça o temperamento classificado como afável e obediente. Entre suas características ressaltadas, está o fato de recolher a presa, após levanta-la, com uma mordedura suave. Sua pelagem, variada em chocolate, é densa, cerrada, cacheada e impermeável. Como característica comum aos spaniels, é um animal de adestramento qualificado como fácil.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_D

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Cão de Pirenéus - 04










Cão de Pirenéus - 03








Cão de Pirenéus - 02








Cão de Pirenéus - 01









Cão de montanha dos Pirenéus (em francês: Chien de Montagne des Pirénées) é uma raça de cães pertencente ao grupo dos molossóides e oriunda da França. Usado como guarda de rebanhos, é ainda adaptável à companhia. De temperamento classificado como carinhos, fiel, independente e alerta, é apegado a família e gosta de espaço, apesar de não ser um animal muito ativo. Sua independência, todavia, o torna um canino de adestramento cuja dificuldade é moderada para donos inexperientes. Fisicamente um cão de porte grande, tem a pelagem dupla e abundante, de fios longos e flexíveis, variando do branco ao branco com manchas em cinza ou ainda amarelo e laranja.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_de_montanha_dos_Piren%C3%A9us

domingo, 14 de agosto de 2011

Cão do Faraó (Pharaoh Hound) - 02






Cão do Faraó (Pharaoh Hound) - 01









Há 5 mil anos, os Egípcios gravavam imagens de cães nas paredes das pirâmides. Esses cães eram muito semelhantes ao Pharaoh Hound, o que acabou por determinar o nome da raça “Cão do Faraó”.

Pensa-se que os Fenícios, que dominaram o comércio no Mediterrâneo há 2 mil anos, introduziram a raça nas ilhas de Malta e Gozo. A primeira referência deste cão no arquipélago data de 1647, em que é descrito como um caçador de coelhos.

Exemplares da raça foram exportados para o Reino Unido em 1920s. A raça foi reconhecida em 1974. Em Malta, país de origem, a raça é apelidada de Kelb tal-Fenek, que significa Galgo de Coelhos. O nome Pharao Hound, ou Cão do Faraó, esteve para ser atribuído ao Ibizan Hound, Galgo de Ibiza, mas acabou por ser utilizado neste galgo de Malta.

Existem várias raças semelhantes ao Pharaoh Hound nas regiões banhadas pelo Mediterrâneo, o que sugere um antepassado comum. O Cirneco Dell’Etna, o Ibizan Hound e até o Podengo Português são alguns exemplos. Estes cães estão adaptados ao terreno da região onde se encontram, daí terem dado origem a raças diferentes.

O Pharaoh Hound é um galgo que fareja o chão para descobrir as tocas dos coelhos. Quando estes fogem, utiliza a visão para os perseguir.

Para além de excelente caçador, o Pharaoh Hound também é utilizado como cão de guarda e em alguns casos como guia de rebanhos.


O Pharaoh Hound é um cão afetuoso que gosta de estar incluído na família. Independente, é ocasionalmente teimoso, mas é possível treiná-lo sem grande esforço, usando métodos positivos. Necessitam de um dono com alguma experiência com cães mais independentes.

Os cães desta raça necessitam de ser bem socializados, já que desconfiam de estranhos. É esta característica que os torna bons cães de alerta.

Dentro de casa é calmo, desde que suficientemente exercitado. Este cão necessita de pelo menos um passeio longo diário, com uma corrida ocasional num espaço vedado.

Não é um cão para conviver com animais pequenos de outras espécies, que poderiam ser presas na natureza. Gatos, porquinhos-da-índia, coelhos e ratos não são indicados para partilhar o mesmo espaço com o Pharaoh Hound. O instinto apurado para caça faz com que os cães o sigam sempre que podem, isto é, se estiverem soltos numa zona não vedada, facilmente partem à procura de presas, desaparecendo rapidamente da vista do dono.

Por caçarem em matilha, são sociáveis com outros cães. O Cão dos Faraós é um cão de porte altivo, elegante e atlético. A sua cabeça é triangular com o crânio aplanado. As orelhas são grandes e erectas dando uma expressão bastante alerta. Os olhos são pequenos e castanho-claro. O nariz é fulvo e pode ser pintalgado de castanho-claro. O pescoço é fino e musculoso, continuando num tórax estreito e profundo. O ventre é ligeiramente adelgaçado. Os membros são altos, sendo os anteriores verticais e os posteriores ligeiramente arqueados e musculosos. A cauda é comprida e mantida baixa. Sua expectativa de vida de 11 a 12 anos.

Os problemas genéticos comuns noutras raças não parecem ter particular incidência nesta raça. O cancro e os problemas neurológicos são as principais causas de morte da raça. O pêlo curto não necessita de grande manutenção. Uma escovação semanal o mantém limpo.
Fonte: http://arcadenoe.sapo.pt/raca/pharaoh_hound/46

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Cão do Ariège - 01







A Ariége (em francês: Ariegeois) é uma raça canina de franceses de caça e farejadores desenvolvida no início do século XIX. Originário da região do Ariége, este animal foi criado pelo francês Elie de Vésin a partir dos cruzamentos entre bracos da região, dentre os quais especula-se terem sido o azul da Gasgonha e o gasgão de Saingogeois. Conservando fisicamente as características de seus antecessores, como a qualidade típica de um cão de caça, apresenta menos elegância, é menor e possui maior agilidade.

Seu temperamento, classificado como dócil, o permite conviver bem com crianças dentro de casa e com outros cães em matilha. Utilizado apenas para caçadas, foi visto como um promissor cão de companhia, sua segunda atual função. Inteligente, aprende rápido quando filhote, o que qualifica seu adestramento como fácil. Seu corpo robusto e chamado rústico o torna um animal saudável, sem grandes problemas de saúde. No entanto, após o trabalho, suas orelhas e olhos exigem certos cuidados, devido a fácil irritabilidade. Podendo atingir os 30 kg e os 61 cm, tem como destaque em seu físico a sua pele coberta por pelos finos e as coxas chatas e musculosas.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_do_Ari%C3%A9ge

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Cão de Ursos da Karélia - 01









Cão de ursos da Karélia[Nota] (em finlandês: karelsk bjornhund) é uma raça típica entre os fortes da região, criada para capturar presas grandes. De pelagem incomum para os cães de seu grupo, alcançou popularidade internacional, tendo seu número reduzido na década de 1960. Atingindo 23 kg de peso não é considerado cão de companhia, pois seu instinto de caçador é ainda muito apurado e cruzamentos artificiais não foram realizados para diminuir esta característica.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_de_ursos_da_Car%C3%A9lia

domingo, 7 de agosto de 2011

Cão de Presa Maiorquino - 01





Cão de Presa Maiorquino é um raça de cão originária da ilha de Majorca, Espanha, do tipo molossoide um pouco alongado, forte e poderoso, de porte médio. A raça foi quase extinta depois da Segunda Guerra Mundial, e os cães poucos remanescentes foram cruzados com Ca de Bestiar, Bulldog Inglês e talvez Alano Espanol. Também é conhecido como Ca de Bou, que significa, em catalão, "bulldog" ou "cão boiadeiro".

O Cão de Presa Maiorquino é proveniente do cruzamento entre molossos espanhóis em Majorca e cães nativos da ilha e também de cães trazidos pelos ingleses.

Surgiu nas Ilhas Baleares, como resultado das lutas que organizavam entre esses animais e passaram a ter influência na sociedade de seu tempo, desde que os cães mais frequentemente ganhar tornou-se folclórico e popular, histórias e canções de Majorca. Ele foi criado para lutar, mas é um excelente guarda.

Na princípio, foi usado como cão de gado, em seguida, mostra a luta entre touros e cães. Então, quando proibiu os combates entre cães e o gado a raça foi dizimadamente desaparecendo. Foi em 1980 que a raça começou a se recuperar de sua quase extinção para a sua recuperação é usado os exemplares mais típicos da raça e para manter a linhagem foram cruzados com Ca de Bestiar e em menor escala.


O Presa Maiorquino foi desenvolvido para alimentação e tenacidade, e estes são fortes componentes de sua personalidade. Se desafiado, não vou recuar. Embora seja respeitosa de um dono que treiná-lo corretamente, não deve ser confiado aroudn crianças pequenas ou outros animais, e deve ser socializado quando filhote e no começo da idade adulta.

Este é um cão inteligente que precisa de um dono que possa entender e lidar com isso. Criado para enfrentar qualquer desafio quase, usando métodos severos somente incitar o Perro de Presa Mallorquin e pode ser perigosa. Em vez disso, os proprietários devem trabalhar com seus Perro de Presa Mallorquin do puppyhood para ensinar obediência e boas maneiras na forma como positiva possível. Trabalhando com formadores conhecedores é crítica.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A3o_de_Presa_Maiorquino