PESQUISE NA WEB

sábado, 4 de outubro de 2014

Cadela vira-lata dá à luz 17 filhotes em Alumínio

 
Uma cadela vira-lata surpreendeu seu dono ao dar à luz 17 filhotes em uma chácara localizada no bairro Vale Grande, na zona rural de Alumínio (SP). De acordo com o dono do animal, o motorista Flávio Roberto Pereira, além da surpresa pela quantidade de filhotes, o trabalho de parto durou mais de 12 horas: começou às 11h de quinta-feira (2) e só foi terminar próximo de 0h30 desta sexta-feira (3). "A gente nem imaginava que poderia nascer tanto filhote. Ia saindo e a gente pensava 'não vai parar nunca isso'. Foi inacreditável", conta o proprietário, que considerou a sua cadela uma guerreira. Flávio comentou que estava sozinho em casa quando a Laika, como é chamada a cadela, entrou em trabalho de parto. Dos 17 filhotes, que nasceram de parto normal, apenas uma fêmea não sobreviveu. "Ainda não conseguimos verificar quantos machos e quantas fêmeas têm, porque ela não deixa ninguém se aproximar. Mesmo depois de tantas horas de parto, ela não desgruda dos filhotes, lambe eles, cuida mesmo. É uma ótima mãe", orgulha-se Flávio que, acredita que 12 sejam fêmeas e quatro, machos. Segundo o médico veterinário Murilo Juste, não é comum uma cadela do porte da Laika ter tantos filhotes de uma vez só. "Normalmente, nasce de oito a dez filhotes, mas pode acontecer, sim, de ter mais. É algo como um caso em mil", explica. Por conta do esforço que a cadela fez e até para dar conta de amamentar tantos filhotes, o médico veterinário frisa a importância do animal ter uma suplementação de cálcio. "Além disso, é importante que o animal tenha acompanhamento do início ao fim da gestação. E, também, depois, para saber se está tudo bem com a cadela", esclarece Murilo. O dono da Laika pretende ficar com um filhote fêmea e doar os demais. Ele garante que irá avaliar caso a caso, que quer ter certeza que a pessoa que ficará com um dos filhotes irá cuidar direito. "Vou até ver com o veterinário para dar as vacinas necessárias e tudo mais. Não quero que os filhotes da minha cadela sejam maltratados", finaliza Flávio.