PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Beagle. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Beagle. Mostrar todas as postagens

sábado, 12 de dezembro de 2015

Primeiros cães de proveta do mundo nascem nos EUA




Nasceram, nos Estados Unidos, os primeiros filhotes de cachorro concebidos em laboratório por fertilização in vitro. Os primeiros "cães de proveta" do mundo são uma mistura de beagle, labrador e cocker spaniel e fazem parte de uma pesquisa da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Cornell. Nascidos em 10 de julho, todos já foram adotados, exceto uma fêmea que foi mantida no laboratório para ter sua própria cria. O pesquisador Alexander Travis, um dos autores da pesquisa e diretor do Instituto Baker para Saúde Animal da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Cornell, em Ithaca, Nova York, adotou dois filhotes: Red e Green. A fertilização in vitro, processo em que se fertiliza um óvulo com esperma fora do corpo, é amplamente usado para reprodução humana hoje em dia. O primeiro nascimento de um "bebê de proveta" ocorreu em 1978. Mas os esforços para realizar fertilização in vitro em cachorros tinham falhado até agora, de acordo com o pesquisador Pierre Comizzoli, do Instituto Smithsonian de Biologia de Conservação em Front Royal, na Virginia. Ele trabalha em conjunto com a Universidade Cornell. "A biologia do cachorro é realmente muito diferente da dos humanos", disse Comizzoli. A gravidez dos cães dura apenas dois meses e as fêmeas entram no cio apenas uma ou duas vezes por ano e liberam óvulos imaturos, em vez dos maduros, necessários para a fertilização in vitro. Um artigo descrevendo a ninhada como "os primeiros nascimentos bem-sucedidos de fertilização in vitro de cães" foi publicado nesta terça-feira (8) na revista "PLOS ONE". Segundo os pesquisadores, a fertilização in vitro para cães pode ser usada para preservar espécies em perigo e também selecionar embriões para evitar futuros problemas de saúde relacionados às raças.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Beagle - 04



Beagle - 03




Beagle - 02




Beagle - 01





O Beagle é um cão de porte médio, do tipo sabujo, originário da Inglaterra, onde até hoje é usado para a prática da caça à lebre e à raposa. Tem entre 33 e 45 cm de altura, pelagem típica de hound, ou seja, branco, preto e um tom avermelhado, podendo ainda ser bicolor sendo elas:Preto e marrom, preto e branco ou marrom e branco.

O beagle é um cão muito ativo, extremamente dócil e, quando filhote, muito chorão. Necessita fazer exercícios diariamente, pois tem tendência a engordar. Apesar de ser pequeno, é um cão ágil, usado para a caça.

É ideal para casas com crianças, porque não se cansa de brincar com elas e jamais se torna agressivo. Adapta-se bem a apartamentos desde que possa disponibilizar cerca de meia hora por dia para ele correr em algum lado.

É preciso ter cuidado visto ele ser um cão extremamente guloso, porque vai atrás de qualquer pessoa que lhe mostre comida. Não é bom para cão de guarda uma vez que adora toda a gente. Pode ladrar bastante se julgar que alguma coisa está errada. Na literatura, o beagle mais famoso é certamente Snoopy.

O Beagle é uma raça inglesa muito antiga, mencionada no século III pelo bardo escocês Ossian. Foi altamente privilegiada nos reinados do rei Henrique VIII e da rainha Elizabeth I. Nessa época eram descritas três variedades:

O do sul, o maior deles, com pelagem branca e preta.
O do norte, de tamanho médio.
O pequeno, menos de 35 cm de altura, o beagle Isabel, também conhecido como "cantor" por causa da sua voz melodiosa.
Os primeiros beagles foram introduzidos primeiramente na França por volta de 1860 e em 1914 foi fundado o Clube Francês do Beagle. Por ser um cão que agrada a todos seus proprietários, rapidamente tornou-se o sabujo mais popular na França e no mundo. As pessoas apreciam o seu tamanho reduzido, seu temperamento, sua versatilidade, sua eficácia e velocidade

O Beagle é um cachorro que tem muita energia. Não é à toa que era e é utilizado para caçar lebres. São comuns histórias de beagles que desaparecem por debaixo do nariz do dono quando avistam uma preá adentrando um matagal. Três dias depois, com o dono já dando o cachorro como morto, ele reaparece… com a preá na boca e o rabo balançando.

Por isso não adianta colocar pimenta, tabasco, rapé ou pólvora nos objetos que o beagle potencialmente vai destruir; ele os destruirá mesmo assim. O que você deve fazer é passear com ele várias vezes ao dia - pelo menos duas, quando não três - de preferência em locais abertos, como parques, onde ele possa correr.

A idéia é exaurir a energia do beagle naturalmente e fornecer a ele objectos que ele possa destruir dentro da lei quando ele estiver ocioso em casa, sem é claro descuidar da parte pedagógica e não deixar de repreendê-lo quando ele destruir o que não deve. Por oportuno, ao passear com seu beagle no parque, mantenha-o na guia e corra junto ou ensine o bicho muito bem ensinado, porque além de rápido o beagle é famoso por sua tenacidade e brio, o que significa que ele não vai pensar duas vezes antes de chamar o maior pastor alemão do parque para brigar.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Beagle