PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Bichon Frisé. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bichon Frisé. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Bichon Frisé - 03




Bichon Frisé - 02




Bichon Frisé - 01





O Bichon Frisé é um cão de porte pequeno e pelagem fina e sedosa. São animais de estimação populares, e muito semelhantes aos poodles em aparência, resultante geneticamente da cruza de Maltes e Poodle. É o mais típico dos cães de companhia que existe, o traço fundamental de sua personalidade é a doçura, a sensibilidade, a sutileza no dar e receber. Consegue, até a velhice, manter as características de um filhote. Está sempre investigando, correndo pela casa, fazendo brincadeiras. Brinca bem sozinho, mas prefere a companhia de pessoas para brincar, principalmente, crianças. É muito social, alegre, simpático, meigo, bastante afeiçoado ao dono, com porte majestoso.

É um cão extremamente ativo, simpático, divertido, inteligente, amistoso, expansivo, muito sociável mesmo com pessoas estranhas e outros cães. Alegre, sempre a tentar agradar ao dono e a estar perto dele, meigo, robusto, vivo, de temperamento estável, com movimentação elegante, estilo e ar de dignidade e inteligência, com porte majestoso. O seu temperamento excepcional faz dele um cão ideal para famílias com crianças.

É também muito usado em terapias humanas que envolvem a presença de animais já que o seu tamanho e aspecto contribuem favoravelmente no relacionamento com os doentes, que se sentem estimulados pela sua docilidade. Mas apesar do seu aspecto frágil e de brinquedo, assume perfeitamente o papel de desportista, ganhando reconhecimento em competições como o agility e o flyball.

O Bichon tem também um especial talento para travessuras, o que poderá surpreender quem adquiriu o cão apenas pela sua aparência. Por isso, deve ser educado desde muito cedo por forma a que perceba facilmente os limites para as suas brincadeiras. Se for preciso deixá-los longos períodos sozinhos, os donos devem acostumá-los desde pequenos a não latir enquanto estiverem sós. Procure não o mimar demasiado, e assuma a posição de líder da matilha. O principal elemento para o sucesso de uma boa educação será a postura dos donos que não devem deixar-se levar pelo aspecto frágil do filhote, mimando excessivamente o cão.

Apesar de se adaptar muito bem a apartamentos, os Bichons precisam de gastar a sua energia em passeios diários. Mesmo sendo um cão de aparência frágil, aguentam facilmente longas caminhadas ao lado do dono. Gosta de ter espaço para correr e brincar.

A sua aparência quando filhote é um pêlo tosqueado e com manchas rosadas em algumas partes do corpo. Tais manchas podem ou não sumir, dependendo de sua genética. O Bichon Frisé quando adulto tem o pêlo normalmente branco puro, com vestígios ou não das manchas.

A aparência de um bichinho branco e de pequeno porte, com pêlos de caráter cheio leva muitas pessoas a confundir com um Poodle. Na verdade o Bichon é resultado do cruzamento do Poodle e o Maltês. O porte é assemelhado ao do Maltês, como a textura de seu pelo macio. Entretanto, o pêlo cheio e encaracolado o levou a ser chamado como seu nome atual. Bichon Frisé, em francês é algo como "Bicho Encaracolado".

Ideal para pequenos espaços, o pouco pêlo que solta acaba ficando retido na escova e não suja o ambiente. Ele é muito dependente de seu dono.

O Bichon Frisé tem origem muito antiga pois já existia no antigo Egito e na Fenícia, 1400 anos antes de Cristo. Na Europa a raça foi se moldando, especialmente na França e na Bélgica. Porém, a popularização da raça se deu nos Estados Unidos, sendo reconhecida em 1973.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bichon_Fris%C3%A9