PESQUISE NA WEB

sábado, 28 de maio de 2011

Bulldog Francês - 03





Bulldog Francês - 02







Bulldog Francês - 01









O Bulldog Francês é um cão de companhia de pequeno porte oriundo da França. Sua história está ligada a marginalização britânica que sofreu durante o século XIX. Naquela época o Bulldog existia em apenas um tamanho na Grã-Bretanha, já que os exemplares nascidos menores eram rejeitados. Levados à França, estes pequenos encontraram maior liberdade para se desenvolverem. Foram criados primeiramente para caçarem ratos, mas após figurarem em pinturas de DegasToulouse-Lautrec, tornaram-se populares inclusive na Inglaterra. De personalidade dita entusiástica e travessa, tornou-se um canino da moda, bem como o principal companheiro de cocheiros e açogueiros.

Fisicamente pode atingir os 31 cm e pesar 12,5 kg. Sua pelagem é bastante curta, grossa e de aspecto brilhante, podendo ainda apresentar-se em quatro diferentes cores: fulvo, malhado, vermelho tigrado e preto tigrado. Entre seus principais problemas de saúde estão os oculares e respiratórios, que o tornam um cão de cuidados caros; e o superaquecimento, sendo então recomendada atenção especial para água.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buldogue_franc%C3%AAs

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Bulldog Campeiro - 02





Bulldog Campeiro - 01







O Bulldog Campeiro é uma raça de cão que nasceu a partir do antigo Bulldog Inglês (raça já extinta), que sendo selecionado na lida com o gado por peões nas regiões sul e centro-oste do Brasil, se tornou um cão de trabalho adaptado às condições regionais.

Esta raça já foi extremamente comum no Estado do Mato Grosso do Sul e no sul do Brasil até o fim da década de 60, onde desempenhava largamente o papel de cão boiadeiro em fazendas e em matadouros, capturando e dominando o gado ou suíno que havia se desgarrado do grupo ou os mais ariscos. Na década de 70 esteve em via de extinção devido à introdução de novas leis e medidas sanitárias (e sua aplicação mais efetiva), mas voltou a ter expressividade após um duro trabalho de resgate liderado pelo cinófilo Ralf Schein Bender.

Cão de compleição média, muito robusto e ligeiramente pesado para sua altura (atarracado). Focinho curto (devendo ter 1/3 do comprimento do crânio), orelhas pequenas, pendentes, inseridas altas na cabeça e voltadas para trás. Cauda curta e torta. Pelo liso, curto, e todas as cores são aceitas - Há cães inteiramente brancos, mas isto o desfavorece quando utilizado para o trabalho. Peso: entre 35 a 45kg, aproximadamente. Altura: entre 48 a 58cm na cernelha.

Destaca-se pela fidelidade ao dono, facilidade de adaptação e principalmente pela afetuosidade com crianças. Sua rusticidade e coragem o tornam ótimo guardião. Pelo seu amor às pessoas de sua convivência, pode ser um pouco ciumento. Desconfiado com estranhos, tranquilo, não é conhecido por latir sem necessidade. Necessita de algum exercício diário, se não utilizado diretamente na lida com gado ou outro tipo de trabalho, aliás a lida rural é uma função em que tem excelente destaque.

O Bulldog campeiro é uma raça rústica, e, apesar de muitos exemplares apresentarem displasia coxofemural severa, poucos são os que apresentam algum tipo de incômodo por serem portadores desta condição. Até a pouquíssimo tempo atrás a displasia não era sequer conhecida por muitos criadores e proprietários, que só vieram a começar o controle desta doença genética após a incrível constatação de que esta doença não era rara ou incomum. Exceto por isto, que no Bulldog Campeiro nem mesmo chega a ser um problema, não há outras doenças específicas da raça que o acometam em larga escala. Recomenda-se a prevenção de parasitas externos e internos através da vermifugação e de doenças infecto-contagiosas através da vacinação.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buldogue_campeiro

Bulldog Americano - 02





Bulldog Americano - 01







Em geral os machos no padrão Johnson tem tamanho variando de 58 até 68 cm, e as fêmeas de 56 até 66 cm. O peso varia de 31 a 45 kilos (fêmeas) e de 40 a 58 kg (machos). As cores variam do todo branco, passando pelo caramelado, tigrados, malhados, e variações.

Entre os pontos positivos destacam-se destacar a multi-funcionalidade, robustês, força, coragem, capacidade de trabalho, companheirismo, grande porte físico, bom como cão de guarda.

Para alguns o tamanho grande e pesado é considerado ponto negativo. Agressividade com outros cães de mesmo sexo/tamanho. Tendência a querer "dominar" o dono. Problemas de pele e displasia coxo-femoral (em linhagens onde controle sistemático sobre esses aspectos não é feito pelo criador).

Exemplares com o focinho muito achatado podem apresentar problemas de respiração, ronco e, em alguns casos, até mesmo capacidade aeróbica debilitada.


Propenção a desenvolvimento de displasia coxo-femoral em linhagens onde o problema não seja sistematicamente trabalhado pelo criador a partir da seleção cuidadosa de exemplares;
Propenção ao desenvolvimento de problemas de pele em algumas linhagens.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buldogue_americano

sábado, 21 de maio de 2011

Buhund Norueguês - 03







Buhund Norueguês - 02







Buhund Norueguês - 01









O buhund norueguês, conhecido como pastor norueguês, é um cão de fazenda há séculos. Apesar de ser uma raça antiga, não era muito popular até a década de 1920, quando um oficial do governo se esforçou para salvá-la. Como aparentemente não sofre com o calor, começou a se popularizar no Reino Unido e principalmente na Austrália. De personalidade serena, afetuosa, ativa e tranquila, é um animal de adestramento moderado, bom como cão de guarda e de companhia para donos mais experientes.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buhund_Noruegu%C3%AAs

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Broholmer - 02







Broholmer - 01









A broholmer, inicialmente conhecida como uma variação de mastiff, é uma raça canina que ficou oficialmente extinta quando o último cão, registrado em 1910, morreu. O declive acentuado desta e de outras raças foi devido a invasão viking na Dinamarca, Suécia e Noruega um século antes. Em 1974, membros do Kennel Club da Dinamarca recriaram a raça broholmer para companhia. Neste país está a maioria dos exemplares. Classificada como uma raça gigante, seu peso varia entre 40 e 70 kgs, e seu adestramento é considerado não muito fácil.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Broholmer