PESQUISE NA WEB

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Galgo Italiano - 03




Galgo Italiano - 02





Galgo Italiano - 01





Ágil, inteligente e muito afetuoso, por vezes reservado, esse cão de raça é frequentemente tido como um animal frágil, o que não corresponde à realidade, já que é um esportista ideal para a corrida. Muito fiel, vivo e alegre com o dono, é distante com estranhos. Ele deve ser adestrado com suavidade e firmeza, quando, então, se mostra mais dócil. É um companheiro meigo e agradável, calmo em casa, que procura o conforto. Na cidade, é preciso levá-lo para passear, para que não fique muito medroso. O Pequeno Galgo Italiano tem peito estreito e profundo, dorso reto e bem perfilado e membros elegantes e musculosos, em perfeita harmonia com o corpo. A pele é fina. A pelagem, de pelo curto e fino, pode ser preta, cinza, cinza-ardósia ou amarela em todas as nuances possíveis. Uma leve presença de branco no peito e nas patas é tolerada. O Pequeno Galgo Italiano adora uma brincadeira no parque! Ele vai adorar ser levado a fazer uma boa caminhada ou até mesmo um jogo divertido dentro de casa. Odeia o frio e por isso não pode dormir fora de casa. Cuidado com a pelagem é mínimo, consistindo apenas uma escovação para remover o pelo morto. NOTA: Nessa raça, é importante que haja escovação nos dentes regularmente. Expectativa de vida: 12 a 15 anos. Descendente dos Galgos de pequeno tamanho do Egito antigo, esse Galgo miniatura, elegante e gracioso, sempre foi o favorito dos grandes da Antiguidade (Cleópatra, Frederico, o Grande, Ana da Áustria, Francisco I e outros). Muito apreciado pelas patrícias da Roma antiga, o que lhe valeu o nome de Pequeno Lébreu Italiano, ele foi cantado pelo poeta francês Lamartine.

domingo, 7 de dezembro de 2014

5 atitudes de tutores que deixam os cães estressados


1) Esquecer que o cachorro é um cachorro – Pode parecer uma frase esquisita, mas muitas pessoas esquecem que os cachorros sempre vão ter atitudes caninas, como latir, farejar e roer objetos. Além disso, seus pelos sempre vão cair pela casa. O cão não vai saber que você prefere que ele deve roer o brinquedo ao invés do seu sapato, se não for treinado. Se você ficar apenas brigando e punindo o cão toda vez que ele aprontar, isso vai deixar todos estressados. E é importante lembrar que mesmo com treinamento, alguns cachorros demoram mais tempo para aprender a se comportar. 

2) Falta de treinamento - Sem treinamento, o cachorro nunca vai saber que é errado ficar pulando em cima das pessoas ou correndo loucamente ao redor dos móveis. Punir um cão por algo que ele nem sabia que era errado, vai deixa-lo estressado e confuso. 

3) Esperar que o cachorro vai obedecer apenas para te agradar - Mesmo treinadores profissionais usam petiscos para adestrar os cachorros. Porque os cães aprendem que se fizerem a coisa certa vão ter uma recompensa. 

4) Treinamento inconsistente – Quando você está ensinando seu cachorro o que é certo e errado, é importante ter coerência e não mudar de atitude toda hora. Por exemplo: se você não quer que ele suba no sofá, isso nunca deve ser permitido. Se você permitir uma vez ou outra, ele nunca vai entender que isso é errado e vai ficar confuso quando levar uma bronca. 

5) Falta de atividade física – Não importa o tamanho, raça ou idade, todos os cachorros precisam de atividade física. Se ficarem apenas dentro de casa, sem espaço para correr ou brincar, os cachorros ficam entediados. Como consequência, eles podem ter atitudes destrutivas. Além disso, assim como os humanos, praticar exercícios deixa os cães com mais saúde. 
Fonte: http://portaldodog.com.br/cachorros/listas/5-coisas-que-deixam-os-caes-estressados/

Cão mostra 'penteado bizarro' em Belarus



Um cão apareceu com um "penteado" bizarro em uma exposição canina em Minsk, capital de Belarus, neste sábado (6). O flagrante foi feito pelo fotógrafo Sergei Gapon.

domingo, 30 de novembro de 2014

Galgo Irlandês - 04 (Lebrel Irlandês)




Galgo Irlandês - 03 (Lebrel Irlandês)




Galgo Irlandês - 02 (Lebrel Irlandês)





Galgo Irlandês - 01 (Lebrel Irlandês)





O Galgo Irlandês (Lebrel Irlandês), também chamado Wolfhound Irlandês, é uma raça canina oriunda da Irlanda. É dito que, por quase 2.000 anos existiram lebréis pelas terras irlandesas, todas extintas antes da década de 1800. Recriada pelo capitão G.A Graham, tornou-se a mais alta raça do mundo, ao lado do dogue alemão. Sua personalidade é descrita como calma e afetuosa. Por ser uma raça gigante - pode chegar a pesar 55 kg e medir 90 cm - possui a particularidade de ter a menor expectativa de vida no grupo. Entre seus principais problemas de saúde estão diferentes tipos de câncer, quase todos fatais. Fisicamente possui a pelagem dura, que varia em diversas cores; seu tórax é fundo, seu dorso é longo e suas patas dianteiras são retas.

domingo, 9 de novembro de 2014

Galgo Húngaro - 02





Galgo Húngaro - 01





Galgo húngaro é uma raça rara fora de seu país natal ou da Transilvânia. Classificado como de mesma personalidade que seu parente britânico, é visto como caçador ativo, apesar de ser plácido e tímido, difícil de transparecer emoção. De adestramento considerado mediano, tem a pelagem curta que não oferece proteção para o frio ou umidade. Como os demais greyhound, é um corredor nato, descendente de raças que viveram há 5 mil anos no Antigo Egito.

Galgo Espanhol - 03




Galgo Espanhol - 02





Galgo Espanhol - 01





O galgo espanhol é uma raça conhecida desde a Antiguidade pelos romanos, ainda que existam suposições sobre um surgimento anterior. Descendente de antigos galgos da Ásia, adaptou-se a diferentes temperaturas, o que garantiu sua sobrevivência, já que fora exportado para países do Reino Unido no século XVI. Antecessor dos galgos ingleses e espanhóis, deu-lhes a capacidade de aclimatação. Fisicamente, sua pelagem é fina e curta, longa e dura. É qualificado ainda como de bom tamanho, arqueado e de linhas curtas. Sua estrutura esquelética é compacta, moderadamente longilínea, cuja proporcionalidade é voltada para a harmonia funcional. É um caçador muito veloz.

sábado, 4 de outubro de 2014

Cadela vira-lata dá à luz 17 filhotes em Alumínio

 
Uma cadela vira-lata surpreendeu seu dono ao dar à luz 17 filhotes em uma chácara localizada no bairro Vale Grande, na zona rural de Alumínio (SP). De acordo com o dono do animal, o motorista Flávio Roberto Pereira, além da surpresa pela quantidade de filhotes, o trabalho de parto durou mais de 12 horas: começou às 11h de quinta-feira (2) e só foi terminar próximo de 0h30 desta sexta-feira (3). "A gente nem imaginava que poderia nascer tanto filhote. Ia saindo e a gente pensava 'não vai parar nunca isso'. Foi inacreditável", conta o proprietário, que considerou a sua cadela uma guerreira. Flávio comentou que estava sozinho em casa quando a Laika, como é chamada a cadela, entrou em trabalho de parto. Dos 17 filhotes, que nasceram de parto normal, apenas uma fêmea não sobreviveu. "Ainda não conseguimos verificar quantos machos e quantas fêmeas têm, porque ela não deixa ninguém se aproximar. Mesmo depois de tantas horas de parto, ela não desgruda dos filhotes, lambe eles, cuida mesmo. É uma ótima mãe", orgulha-se Flávio que, acredita que 12 sejam fêmeas e quatro, machos. Segundo o médico veterinário Murilo Juste, não é comum uma cadela do porte da Laika ter tantos filhotes de uma vez só. "Normalmente, nasce de oito a dez filhotes, mas pode acontecer, sim, de ter mais. É algo como um caso em mil", explica. Por conta do esforço que a cadela fez e até para dar conta de amamentar tantos filhotes, o médico veterinário frisa a importância do animal ter uma suplementação de cálcio. "Além disso, é importante que o animal tenha acompanhamento do início ao fim da gestação. E, também, depois, para saber se está tudo bem com a cadela", esclarece Murilo. O dono da Laika pretende ficar com um filhote fêmea e doar os demais. Ele garante que irá avaliar caso a caso, que quer ter certeza que a pessoa que ficará com um dos filhotes irá cuidar direito. "Vou até ver com o veterinário para dar as vacinas necessárias e tudo mais. Não quero que os filhotes da minha cadela sejam maltratados", finaliza Flávio.